Now Reading
Vovó Izaura Demari conta como seu amor pela moda nasceu, em uma entrevista pra lá de especial!

Faça uma doação e ajude a MESCLA a crescer!

Vovó Izaura Demari conta como seu amor pela moda nasceu, em uma entrevista pra lá de especial!

Sim, ela está de volta na MESCLA, e hoje em uma entrevista incrível e super inspiradora.

Izaura Demari conquistou a internet com seu jeito leve e colorido de viver a vida. Com 79 anos de idade e pouco mais de 135K seguidores nas redes sociais, a vovó é um ícone da internet e serve como inspiração para jovens e adultos.
Em uma entrevista para a MESCLA, a influencer nos contou um pouquinho sobre como sua vida na internet começou e o quanto seu passado difícil transformou-se em inspiração para uma vida mais suave

Vovó Izaura é um exemplo de como a moda influencia no nosso bem-estar e é a prova viva de que nunca é tarde para sermos felizes.

Como começou seu amor pela moda? O que te inspirou para começar a se expressar através das roupas?

Meu nome é Izaura Demari, tenho 79 anos, e, me considero uma das maiores fashionistas brasileiras da atualidade e da terceira idade. Descobri meu amor pela moda com a ajuda de seu filho mais novo, Marcio Demari, após a morte do meu marido. Descobri vida, descobri respirar novos ares, descobri o amor na moda de uma forma muito significativa na minha vida que a transformou.

Minha inspiração vem da alma e do coração. Adoro cores, brilho e tenho bastante criatividade para demonstrar na minha moda, na minha tendência, as minhas inspirações.

Como você vivia antes de se tornar um ícone do Instagram?

Sou a sétima filha de uma família de nove irmãos. Nasci e cresci em um sítio na zona rural de Londrina, no Paraná, onde tratava dos porcos, catava lenha e cozinhava. Aos 17 anos, mudei com os meus pais para a cidade. Casei, tive três filhos, cinco netos e três bisnetos. Assim, descrevo meu casamento: “Vivi 42 anos numa cadeia. Meu marido era tão ciumento que não me deixava nem ir até o portão de casa.” Após a morte do meu esposo, há 17 anos atrás, passei a viajar com meu filho Marcio Demari e ele começou a fazer fotos e me mostrar nas redes sociais.

Sou considerada vovó brasileira mais famosa das redes sociais da atualidade e, descobri minha paixão pela moda com a ajuda de meu filho mais novo, Marcio Demari. Juntos, nós viajamos o mundo garimpando, roupas e chapéus perfeitos para assinarem meus posts e ensaios, um mais icônico que o outro e, que fazem de mim uma das maiores influencers de moda do mundo, tornando-me modelo de vida para muitas senhoras.

Porém, foi no Instagram, com mais de 107 mil seguidores (@voizaurademari), com visuais mirabolantes e meus chapéus robustos que segui trabalhando com mais de 70 marcas, entre elas, 2Rios, Pimenta Glan, Biju da Frida, Comfortflex, Döhler, Soigne` Luxury Accessories, Miallegra, Ótica Familia Urso, Joulik e Reinaldo Lourenço, participei de vários programas de tv, fui matéria em mais de 300 revistas e portais nacionais e 80 internacionais, entre eles, foi notícia na Itália, França, Portugal, Canadá, China, e USA, e desfilei no SPFW pelo Instituto Free Free.

Se você pudesse descrever seu senso de estilo em quaisquer três palavras, qual seria?

Estilo próprio com originalidade

Quais são suas tendências atuais favoritas, cores, etc, que você adora usar?

Sou uma das maiores influencers da terceira idade, do mundo, com mais de 107 mil seguidores e fãs em minhas redes sociais, e, tenho, como minha marca registrada, o uso de chapéus em looks e composições do meu dia a dia. Com meus 79 anos, dito moda, pesquisando e garimpando peças diferenciadas para meu acervo que, atualmente, chega a 750 chapéus. Eles ficam espalhados, no meu quarto e no closet. Alguns comprados em viagens pelo mundo, garimpados em brechós que trabalham com marcas renomadas e, muitas vezes, locais que ninguém dá importância, outros confeccionados e ornamentados pelo meu filho, Marcio Demari.

Não há necessidade de me vestir como todo mundo. É muito mais divertido criar meu visual.

Boa parte das minhas roupas, mando fazer, outras compro em viagens ou ganho de grandes marcas e do meu filho. Gostamos muito de garimpar para achar tecidos diferentes com cores vibrantes e variados acessórios.

A cidade mais elegante para você, estilo / marca favoritos e seu item “DEVE” são ..?

A cidade mais elegante, é Paris, amo o estilo clássico! Paris significa 365 dias de moda criada à margem das passarelas, um festival de estilos e de criatividade em liberdade. Elegante ou extravagante, tumultuosa ou preciosa, cada bairro com o seu humor e a sua versão da moda.

Minha marca favorita é Reinaldo Lourenço. Ele está no mercado desde 1984 e é especializado em moda feminina, ficando entre os principais estilistas do Brasil. Com o trabalho focado na alta costura, sempre transmitindo ideias e valores culturais para o público que atende.

O item que não pode faltar no meu closet é o chapéu. Tenho uma coleção catalogada em mais ou menos 750 chapéus. Eles são minha marca dentro do estilo que construí.

Seu desejo para o futuro do mundo da moda seria?

A moda inclusiva para todos. Ela vai além de roupas adaptadas para pessoas que tem algum tipo de dificuldade e seu objetivo é simplificar o ato de vestir, levando em conta as necessidades físicas e psicológicas de cada indivíduo.

A principal finalidade de quem faz a moda inclusiva é oferecer roupas confortáveis, simples e práticas para todos os tipos de corpos e públicos. Ou seja, a intenção é facilitar o ato de se vestir, mas sem deixar de lado os designs bonitos e inovadores que, afinal de contas, todos procuramos quando vamos às compras.

Qual é o seu maior conselho de moda para qualquer idade?

Acho que o componente principal para me sentir bem, é estar bem: bem de saúde, alimentação equilibrada, atividades físicas diárias, estar com pessoas que me façam sentir bem, e não me preocupar com o amanhã, viver o agora. E, não esquecendo do principal:  Viajar, me deixa feliz! Faça de sua vida algo excepcional. Pare de se lamentar. Viva o agora, pare de se preocupar com o amanhã, ou se lamentar com o ontem. Faça amizades, adote um animal, doe bondade, sorria mais, faça mais viagens, mais caminhadas, vá às compras e diga sim à vida

Se você pudesse voltar e conversar com seu eu de 20 anos, o que diria a ela?

Se eu pudesse voltar no tempo, diria a mim mesma para levar a vida com mais leveza. Perdi a conta do número de vezes em que transformei coisas pequenas em tempestades em copos d’água e também imploraria para não me levar tão a sério.

Não se preocupe com o futuro, não pare de estudar, não se apresse para casar, guarde dinheiro, siga em frente, você é importante, agradeça, aproveite, tenha coragem! Estes seriam os pontos que eu faria eu me escutar em nossa conversa.

Viver com muito mais leveza!

Photos  /  Marcio Demari / @marciodemari

Model: /  Izaura Demari / @voizaurademari

What's Your Reaction?
Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0

© 2021 MESCLA Magazine . All Rights Reserved.

Scroll To Top
EnglishPortuguese